Cidades brasileiras tiveram atos a favor do governo e contra lockdown

5
Foto: Reprodução Internet

Brasileiros foram às ruas no sábado, 1º/5, Dia do Trabalho, em diferentes municípios do país. Em São Paulo (SP), São Bernardo do Campo (SP), Belém (PA) e Salvador (BA) foram registrados atos de apoio ao governo e contra o lockdown. Em Brasília (DF), houve uma manifestação de profissionais da saúde.

Em São Paulo, na avenida Paulista, uma das faixas dizia “o povo não aguenta mais”, em referência ao lockdown imposto na cidade e em parte do estado. Assim como em São Paulo, também houve atos em apoio ao presidente Jair Bolsonaro na cidade de Belém (PA). A reinvidicação era por respeito às liberdades individuais.

Apoiadores de Bolsonaro também se reuniram na orla de Copacabana, no Rio de Janeiro. Muitos pediam intervenção militar liderada pelo presidente e repudiavam os ministros do STF (Supremo Tribunal Federal).

Com manifestações de apoio acontecendo em várias capitais do país, o presidente Jair Bolsonaro usou neste sábado um helicóptero das Forças Armadas para sobrevoar a Esplanada do Ministérios, onde algumas centenas de pessoas se reuniram.

Manifestantes esperavam a participação do presidente, mas, depois de sobrevoar a Esplanada por cerca de meia hora, Bolsonaro voltou ao Palácio da Alvorada.

Participantes a favor do governo expressam apoio ao presidente Jair Bolsonaro durante manifestação na Avenida Paulista na cidade de São Paulo, no sábado. O ato se dá em apoio às políticas do Presidente Jair Bolsonaro durante o dia do trabalho.

Manifestações aconteceram, além da Esplanada dos Ministérios, em Brasília, em Copacabana, no Rio de Janeiro, na Avenida Paulista, em São Paulo, e no Parque Moinhos de Vento, em Porto Alegre, além de outras capitais.

Nas redes sociais, os bolsonaristas subiram a hashtag “Eu Autorizo”, em referência a uma fala de Bolsonaro, há cerca de duas semanas, em que o presidente disse que esperava “um sinal do povo” para agir.

Nas manifestações, faixas defendiam uma “intervenção militar com Bolsonaro no poder”, além da aprovação do voto impresso e o fim das medidas de restrição de circulação decretadas nos Estados para conter a pandemia de covid-19.

Em Brasília, o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), filho do presidente, participou do ato e fez uma transmissão ao vivo nas redes sociais. Eduardo postou uma imagem do helicóptero da Presidência e marcou o pai nas redes.