Governo baiano vai reabrir hospital de campanha na Fonte Nova

65
Rui Costa, governador da Bahia (PT) Foto: Rede Social

De acordo com governador, as medidas são duras, mas são melhores do que lidar com um possível colapso do sistema de saúde do estado

Depois de determinar a ampliação do toque de recolher no estado a partir de 20h até 5h, o governador Rui Costa (PT) afirmou, na segunda-feira, 22/2, que o governo do estado vai ofertar novos leitos para atender pacientes com covid-19. Além disso, segundo ele, quem se recusar a usar máscara nas ruas, será encaminhado à delegacia e responderá por crime contra a saúde pública.

Já determinei a ampliação de novos leitos. Hoje abrimos 20 leitos em Ilhéus, 10 leitos em Caetité, estamos contratando mais leitos em Itabuna. Autorizei também a publicação amanhã de licitação de novos leitos para o Hospital de Campanha da Fonte Nova”, disse Rui, em live em uma rede social.

Questionado se poderia adotar medidas ainda mais duras, Rui afirmou que as medidas serão tomadas de maneira gradativa. “Nós estamos de forma firme, determinada, adotando as medidas, mas de forma gradativa. Eu recebo várias mensagens para fazer o lockdown e fechar tudo, e nós estamos dizendo que vamos, gradativamente, alcançar nossa meta, nosso objetivo, que é conter, segurar o crescimento dessa doença e colocar essa curva em uma tendência decrescente”.

Dados

Os dados revelam que, nas últimas 24h até 17h de ontem, foram registrados 2.146 casos de covid-19 na Bahia, com uma taxa de crescimento de 3%. O número de mortos, na segunda-feira, é de 63 pessoas e o total de óbitos por covid-19 no estado desde o início da pandemia é de 11.254.  Mais de 655 mil pessoas foram infectadas e 627 mil se recuperaram.